quarta-feira, 21 de novembro de 2018

A Viagem do Assassino de Robin Hobb




Sinopse


Um pai à procura da filha. Um assassino em busca de vingança.



Há muitos anos, FitzCavalaria jurou a si mesmo afastar-se das intrigas da corte e despir a pele de assassino. Tornou-se Tomé Texugo, um respeitável senhor rural, marido e pai. Mas esta pacata existência foi abalada pelo rapto da sua filha, Abelha, cuja existência praticamente todos desconheciam.

Acreditando que a filha está morta, Fitz parte com o seu velho amigo Bobo em busca de vingança. A sua jornada leva-os a percorrer meio mundo, até chegarem a um lugar maldito que traz de volta memórias há muito esquecidas.

Entre a dor da perda e a esperança num futuro incerto, Fitz e o Bobo terão de enfrentar revelações inesperadas que serão decisivas no futuro de ambos.



Opinião:


A Coleção Bang! ao longo deste tempo todo tem-me dado a conhecer do melhor que já li em vários géneros literários e dentro da fantasia escritores como George Martin, Dan Simmons, Frank Herbert, Scott Lynch, Raymond Feyst, Steven Erikson estão entre os meus favoritos. Num patamar ligeiramente abaixo não posso deixar de referir escritores como Anne Bishop, Brandon Sanderson e Jacqueline Carey.

Mas sem duvida que Robin Hobb continua a cativar-me, a emocionar-me a surpreender-me como nenhum dos outros e este livro é mais uma prova que a escritora é acima de tudo uma grande contadora de histórias, apresentando nos seus livros tudo o que gosto; as personagens bem desenvolvidas, o enredo rico e a escrita muito fluída e cativante.

Este livro, a primeira parte do ultimo livro da trilogia na sua versão original, deixa-me já com um amargo de boca por sentir que está tudo a terminar e que depois tudo acaba, ficando com a sensação de que fica ainda tanto por explorar. Se nas trilogias anteriores ficamos com a ideia que é possivel criar um universo maravilhoso com um núcleo de personagens e locais pequeno, ao ler mais esta demanda, sinto que a escritora tem criatividade para explorar muito mais este universo, locais como Os Ermos Chovosos, Clerres e os seus Servos, Kelsingra e os seus povos antigos, o povo da Montanha, a Ilha de onde os ovos dos dragões eclodem e que tem uma história bem rica e com muito potencial, personagens como Abelha Visionário, O Bobo que é das personagens mais interessantes que tive o prazer de conhecer e que ao fim destes livros todos continua a surpreender, entre outros casos.

Mesmo estando nós a caminhar para o final e ainda estarmos longe do local onde tudo se irá decidir, o livro não deixa de ser rico em revelações sobre este universo, sobre determinadas personagens, sobre dragões, sobre as personagens principais - Fitz, Bobo e Abelha Visionário - sobre Cidades, sobre Ilhas sobre os sistemas de magia como o Talento e a Manha, apresentação de novas personagens e que nos deixam com imensa curiosidade de saber mais sobre a Trilogia Mercadores dos Navios, ficando sempre com a sensação que o melhor está para chegar.


Uma das pequenas falhas que aponto à escritora é deixar tudo muito para as ultimas páginas, ficamos sempre com a sensação que a escritora empata ali um pouco, mas isto não quer dizer que não exista muitos acontecimentos e interesse longe disso.

Não fosse Steven Erikson e diria já de caras que estamos na presença do melhor que li em 2018, mas ambos são universos fantásticos e que serão seguramente o melhor que li este ano.

6 comentários:

  1. Tu com esta discrição tão emocionante ainda me fazes sentir ainda pior por ainda não ter conseguido ler sequer a saga anterior. Fica a promessa de ue vai ser a minha primeira leitura do ano de 2019, para começar o ano bem.

    Uma abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oie amigo Marco,

      Fico sempre com a sensação que não consigo transmitir tudo o que de bom os livros nos dão, mas pronto fico contente que tenha conseguido passar a ideia do quanto gosto desta escritora, pelo que soube esteve por cá e não deve escrever mais sobre este universo nos proximos tempos o que é uma pena, mas pronto quem sabe um dia regresse.

      Fazes bem, será uma das tuas melhores leituras de 2019 acredito, é tão bom :)

      Abraço e boas leituras

      Eliminar
  2. Olá Fiacha

    Excelente analise. Eu estou super curioso para que saia o ultimo livro e depois ler tudo de uma vez. Pegar nos livros da Robin Hobb foi das melhores coisas que fiz. Personagens e universo são mesmo de pedir por mais, incrível como ela conseguiu criar personagens tão vivas. Ainda não acredito que história do Fitz esta a chegar ao fim. :'(

    Só não esperava era que Hobb volta-se a repetir o final da 1.ª trilogia e deixar tudo para a ultima pagina, mas pronto, desde que não seja um final apresado (ainda estou chocado com o caso Moli e Castro) eu consigo perdoar.

    Grande Abraço
    [Pedro Alves]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oie,

      Obrigado e é uma boa estratégia embora possa demorar um pouco pois leva tempo até que tudo fique publicado….Ai Fitz e Moli, ficou algo que os vincula para sempre verás :D

      Fico com essa sensação quando leres logo percebes, parece que uma determinada viagem nunca mais começa e quando começa nunca mais chega ao local, não posso dizer mais que isto :D

      Mas há sempre muitas revelações, dilemas, reconhecimentos e por ai fora :D

      Abraço

      Eliminar
  3. Olá amigo!
    Pois é...
    Está quase a chegar ao fim. Mas com sorte a SDE continuará a lançar as trilogias que faltam da escritora. Tenho esperança. Estou mortinha por ler este livro e cada vez mais curiosa por saber o que se seguirá. Gostei imenso da abelha e acho que é uma personagem que ainda acrescentará algo de muito bom à trilogia. Muito potencial e a ser explorada. Ainda nos reserva surpresas.
    Excelente comentário o teu como sempre. Nota-se claramente que a Hobb é das tuas autoras favoritas (minha também). Beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Viva amigo corvo.
    É tão, mas tão bom. Derreto-me com a escrita da Hobb, e com as personagens e o mundo, e os desenvolvimentos. Tenho pena de não ter gostado da primeira saga, a série melhorou substancialmente e pensar que vou ficar sem nada dela para ler nem é bom.
    Abraço e força no Erikson, estou a adorar o Memórias do Gelo.

    https://noticiasdezallar.wordpress.com
    Nuno Ferreira

    ResponderEliminar