quarta-feira, 13 de junho de 2018

"A Demanda do Bobo" livro 3 da saga do Assassino e do Bobo de Robin Hobb


Sinopse

Após os acontecimentos de A Revelação do Bobo, cresce a intriga que atinge a vida e o coração de Fitz.


Em tempos existiu em Torre do Cervo um assassino real. Para aqueles que simpatizavam com ele era conhecido como Fitz; para os que o odiavam era o Bastardo Manhoso. Mais tarde esse homem desapareceu e surgiu um respeitável senhor rural chamado Tomé Texugo, pacato, marido e pai.

Mas agora também esse homem desapareceu, deixando no seu lugar FitzCavalaria Visionário, príncipe reconhecido da casa real, tio do rei, pai de uma criança raptada cuja existência quase todos ignoram, amigo de um velho Bobo quebrado e cego cuja saúde vai recuperando de forma dolorosamente lenta.

Entre todas estas forças que o puxam nas mais diversas direções, a quais irá ele ceder, e quem, ao certo, cederá? O pai ou o amigo? O príncipe ou o assassino?


Opinião

Depois dos vários acontecimentos dos livros anteriores da saga, onde nos foram feitas imensas revelações sobre várias personagens que nos ajudam a perceber e muito os acontecimentos das sagas anteriores, eis que finalmente começou algo que todos os leitores desta saga desejavam, a demanda dos nossos amigos Fitz e Bobo.

Embora continue a maravilhar-me com a escritora, quer com as suas personagens, quer a escrita, quer o enredo, começo a achar que vamos ter mais um final muito ao estilo da primeira saga, onde tudo acabará por se decidir de forma rápida e em pouco mais de dez páginas, mas esteja eu enganado.

Gostei muito como a escritora encerrou este segundo livro (na versão original) deixando o leitor com o coração a palpitar e tudo em suspenso, ao bom estilo de George Martin.

Não quero estar aqui a comentar muito mais, mas falar de Robin Hobb é falar na minha escritora preferida na atualidade e só isso é mais que suficiente para recomendar a leitura dos seus livros.

Do melhor que tenho lido no que à fantasia diz respeito e nem é necessário um universo com um enredo muito complexo, que venham os livros finais o mais rápido possivel.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

"Antes de sermos vossos" de Lisa Wingate

 


Sinopse

Inspirado em factos verídicos, esta é a história de duas famílias e da terrível injustiça que as mudou para sempre.


Nascida num mundo de riqueza e privilégio, Avery Stafford tem tudo. Filha adorada de um senador americano, com a sua própria carreira como advogada e um noivo maravilhoso à espera em Baltimore, ela vive uma vida encantada.

Mas quando regressa a casa para ajudar o pai com um problema de saúde, um encontro casual com May Crandall, uma idosa desconhecida, deixa Avery profundamente abalada. Ao decidir descobrir mais sobre a vida de May irá embarcar numa viagem pela história oculta de crianças roubadas e adoções ilegais. E cedo irá desvendar um segredo que pode levar à devastação... ou à redenção.

Baseado num dos mais conhecidos escândalos da América — em que uma instituição de adoção vendeu crianças a famílias ricas —, este romance comovente e fascinante recorda-nos como, apesar de os caminhos que tomamos levarem a muitos lugares, o coração nunca esquece onde pertencemos.


Opinião:


Aqui fica a prova que volta e meia nos faz bem mudar um pouco as nossas leituras e um bom romance vale sempre a pena.

Uma leitura muito agradável, pois trata de um tema bastante atual, que não dos deixa indiferentes, bem escrito (onde vamos alternado com o passado das personagens via May Crandall e o presente via Avery Stafford), comovente, cruel e que nos presenteia com personagens ricas, complexas e  repletas de  personalidade, apresentando ainda um enredo que nos vai deixando sempre com curiosidade de saber mais sobre cada personagem. Gostei do final do livro, foi bem conseguido, embora tenha sifo algo previsivel.

Um livro que recomendo, pois mexe com os nossos sentimos e que nos faz refletir um pouco sobre as nossas vidas ou mesmo sobre como a vida de cada pessoa pode ser alterada por um passado que não pode dominar.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

"A Canção da Espada" 4º volume das Crónicas Saxónicas de Bernard Cornwell



Sinopse

Numa Inglaterra dominada por senhores de guerra, eis que chega uma história envolvente de amor, traição e violência. 

Corre o ano de 885 e a Inglaterra está em paz. Uhtred, saxão por sangue viking por natureza, parece ter assentado. Possui terras, tem uma esposa, dois filhos e um dever que lhe foi atribuído pelo rei Alfredo: defender a fronteira do Tamisa.


Mas os problemas espreitam: um homem voltou dos mortos e hordas de vikings chegaram para atacar Londres, convidando Uhtred a juntar-se-lhes. Alfredo tem ideias opostas: quer que Uhtred expulse esses saqueadores.


São tempos perigosos, e Uhtred tem de decidir a quem vai ser fiel. Até porque tudo se complica quando a filha de Alfredo casa e se torna uma ameaça ao reino do próprio pai. Será a lealdade incerta de Uhtred a decidir todo o futuro de Inglaterra?


Opinião:

Foram várias as vezes que referi que a SDE publica grandes romances históricos e há vários exemplos disso, mas sem duvida que Bernard Cornwell é um dos grandes nomes do género e quanto mais livros vou lendo destas crónicas saxónicas, mais vou ficando cativado com o escritor. Mais um grande livro que nos apresenta tudo o que gosto nos livros, bom enredo, boas personagens e uma escrita cativante.

Já li várias obras do escritor e sem duvida que as crónicas saxónicas são os livros que mais gosto do escritor, muito por culpa de Uhtred  um personagem muito bem construido e que quanto mais vamos conhecendo mais o vamos admirando, claro que há outras personagens que nos cativam e nesse aspeto este livro apresentou-nos novas personagens que vieram enriquecer e muito o enredo, em especial Ethelflaed, filha de Alfredo que acredito ainda virá a ter um papel muito importante nos livros seguintes.

Não quero estar a desenvolver muito mais, para mim o melhor livro até ao momento, onde o escritor nos apresenta algo diferente face a um determinado romance e claro em tudo o que o escritor é bom, a desenvolver enredos baseados em factos verídicos, mostrando grande trabalho de pesquisa e investigação, boas descrições de combates, a influência da Igreja, as culturas e tradições dos povos participantes no enredo e apresentando sempre personagens ricas, complexas, cativantes e muito bem desenvolvidas.


Com isto resta dizer, que venha o livro seguinte o mais rápido possivel, do melhor que a SDE publica.

quinta-feira, 29 de março de 2018

"Um Estranho Numa Terra Estranha" de Robert A Heinlein





Sinopse

Há vinte e cinco anos, a primeira missão a Marte terminou em tragédia e todos os tripulantes morreram. Mas, na verdade, houve um sobrevivente.

Nascido na fatídica nave espacial e salvo pelos Marcianos que o criaram e lhe ofereceram uma nova vida, Valentine Michael Smith nunca viu um ser humano até ao dia em que é descoberto por uma segunda expedição a Marte.

Ao regressar à Terra, vê-se pela primeira vez entre o seu povo. Começa então um percurso de aprendizagem dos códigos sociais e preconceitos da natureza humana, totalmente alienígenas para a sua mente. Nesse processo de descoberta e integração, Valentine irá partilhar com a Humanidade os rituais sagrados que aprendeu em Marte e retribuir com as suas próprias crenças sobre o amor e o sentido da vida. Mas conseguirá alguma vez deixar de se sentir um estranho numa terra estranha?

Opinião:
 
Já tive oportunidade de ler vários livros dentro deste género literário e sem duvida que este livro tem tudo para ser um dos melhores que li e tornar-me ainda mais adepto deste género e só não o digo já com toda a certeza pois estamos apenas na presença da primeira metade da versão original. Acredito que o melhor ainda esteja para vir, mas do que li adorei, embora seja um livro complexo.

Sem duvida que Robert A Heinlein é um bom contador de histórias, criativo e que nos apresenta questões muito interessantes, mesmo podendo questionar-se as suas ideias, apresenta uma escrita fluida e cativante e as personagens são ricas, bem desenvolvidas e cativantes, em especial Michael Smith e Jubal.

Não quero estar aqui a desenvolver muito mais, falta ainda a segunda parte, ainda assim foi uma leitura que me deixou cativado e com vontade de ler o que falta, mas que recomendo desde já para quem goste de um bom livro de Ficção Científica, pois estamos na presença de uma excelente leitura.

Seguramente uma mais valia para o Catalogo da Coleção BANG!

quinta-feira, 8 de março de 2018

"O Sangue dos Elfos" de Andrezej Sapkowski


Venha conhecer os livros que inspiraram o popular jogo The Witcher

Durante mais de um século, humanos, anões e elfos conviveram em harmonia. Mas os tempos mudaram: a frágil paz que reinava foi quebrada e agora as raças lutam de novo entre si, conduzindo a mortes e chacinas.

Geralt de Rivia, temido pela sua reputação de bruxo e assassino sem misericórdia, tem estado a aguardar o nascimento de uma criança profetizada, cujos poderes poderão mudar o mundo, para o bem ou para o mal.

Com a ameaça de uma guerra sem fim a pairar sobre todas as nações, é posta em marcha uma perseguição à criança e aos seus poderes extraordinários. Caberá a Geralt, apenas com a ajuda de velhos amigos, protegê-la, pois o peso do fracasso será demasiado para todos.

"Tal com China Miéville e Neil Gaiman, Sapkowski pega em velhos clichés e dá-lhes nova vida, oferecendo-nos uma perspectiva refrescante no género da fantasia."
-Foudation

Opinião:

Se já tinha gostado dois anteriores livros, considero que este é o melhor livro da serie sendo que  o escritor acaba por ser uma lufada de ar fresco e sem a menor duvida uma mais valia para o catálogo da Coleção BANG!.

Não que traga algo de muito novo em termos de fantasia, mas sabe escrever com esses elementos, pois muitas vezes a introdução de elementos de fantasia pode não ser fácil de se fazer. É para mim uma das suas mais valias, uma escrita onde Sapkowski mostra toda a sua criatividade e feito de forma fluída e cativante deixando o leitor sempre na expetativa do que virá a seguir.

Gostei do livro deixar ser escrito em contos e passar a ser mais seguido, digamos. sendo bem desenvolvida a ligação do enredo aos livros anteriores. Gostei do escritor mostrar que tem qualidade para aprofundar personagens e dos jogos políticos que aqui introduziu, tornando o enredo mais complexo e menos juvenil.

As personagens cativaram-me, desde Geralt o protagonista da serie, tal como a criança surpresa, Ciri, que foi muito bem desenvolvida e muito promete e até da feiticeira Yennefer, que nos mostrou um lado diferente do que estávamos habituados.

Livros mais do que recomendados em especial para quem gosta de Fantasia e desejo muito ver mais livros do escritor inseridos na Coleção Bang! que venham rápido.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

"A Revelação do Bobo" 2º livro da serie O Assassino e o Bobo de Robbin Hobb


Sinopse:


Após os acontecimentos de O Assassino do Bobo, cresce a intriga que atinge a vida e o coração de Fitz.

Depois de garantir que nunca mais a deixaria só ou negligenciada, Fitz abandonou a sua filha Abelha para correr para Torre do Cervo a fim de tentar salvar a vida do velho amigo Bobo. A consequência foi a mais terrível: um ataque à sua casa e o rapto da pequena, que desaparece sem deixar rasto.

Encontramo-lo neste volume dilacerado entre as obrigações para com o Bobo e o que a consciência lhe exige que faça para tentar recuperar a filha. Mesmo o regresso a Torre do Cervo traz grandes perigos, pois no local onde nasceu e viveu durante muitos anos ainda perdura a sua má fama de Bastardo Manhoso e assassino. O que poderá Fitz fazer para trazer a paz de novo ao seu mundo?

Opinião:

Se já tinha ficado rendido com a leitura do primeiro volume desta serie, ao saber-me tão bem regressar a este universo, rever muitas das personagens que me comoveram, que me fizeram sofrer, mais uma vez acabo por ser surpreendido com mais um grande livro e mesmo sendo a primeira parte do segundo volume da versão original o livro está brutal, chegou ao ponto de me comover, mas isso já é normal nos seus livros, que acabam sempre por ser lidos com os sentimentos à flor da pele.

Tudo me convence nos seus livros, as personagens são cativantes, misteriosas, bem desenvolvidas e muitas delas ficarão para sempre guardadas no meu coração. 

Gosto dos elementos de magia que a escritora utiliza, em especial a "Manha" onde um ser humano se vincula a um animal e fá-lo de forma fantástica, sendo uma mais valia para os livros. Ainda assim o que mais me cativa é a elegância da escrita, muito diferente do que estou habituado a ver.

Quanto ao livro foram várias as revelações que nos surpreendem e embora continue a existir imensa crueldade, finalmente vimos FitzCavalaria a ter um momento de reconhecimento por tudo o que fez ao serviço de Torre do Cervo, foi gratificante. Mas existiram mais revelações e muitas delas fazem com que muitos dos acontecimentos dos livros anteriores façam mais sentido e se tornem mais claros.

Seguramente vem ai mais sofrimento, intrigas, mistérios, revelações, algo que só me pode deixar satisfeito pois se assim não fosse, poderia os seus livros não serem tão comoventes.

Mais que recomendado, do melhor que há a nível de Fantasia

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

"Cartas da Profecia" 5º volume da serie "Os Outros" de Anne Bishop




Sinopse

Anne Bishop regressa ao mundo de Os Outros, enquanto os humanos lutam para sobreviver na sombra de criaturas poderosas.


Depois de uma insurreição humana ter sido brutalmente abortada pelos Anciãos – uma forma primitiva e letal de Os Outros –, as poucas cidades que os humanos controlam estão dispersas. Os seus habitantes conhecem apenas o medo e a escuridão da terra de ninguém.

À medida que algumas dessas comunidades lutam para se reconstruir, Simon Wolfgard, o líder lobo metamorfo, e Meg Corbyn, a profetisa de sangue, trabalham com os humanos para manter a frágil paz. Mas todos os seus esforços são ameaçados quando uma misteriosa figura humana aparece.

Com os humanos desconfiados em relação a um dos seus, a tensão aumenta, atraindo a atenção dos Anciãos, curiosos sobre o efeito que este predador terá na matilha. Mas Meg já conhece o perigo, pois viu nas cartas de profecia como tudo terminará: com ela ao lado de uma campa.

Opinião

Sou admirador desta escritora muito por culpa do universo "Jóias Negras" e embora esta serie não tenha nada a ver a nível de qualidade, a verdade é  que leio os livros deste universo de forma rápida uma vez que a escrita é cativante.

Este volume não acrescenta nada de muito novo, segue o padrão dos anteriores, as personagens temos simpatia por elas mas não nos cativam por ai além, não temos alguém capaz de trazer grandes mudanças ao enredo, Bishop raramente elimina uma personagem principal capaz de nos causar um choque entre outras questões que referi nos livros anteriores.

Ainda assim devo dizer que o final do livro me conseguiu surpreender um pouco, tivemos uma personagem que causou verdadeiros problemas a uma das personagens principais do universo e por outro lado o par que à tanto vinha sendo anunciado lá se decidiu, mas pouca coisa.

Percebo que esta serie pode ter um público alvo mais juvenil, ainda assim custa-me um pouco pois é uma serie que tem muito potencial. Espero que os livros seguintes tragam acontecimentos que possam trazer mudanças significativas ao enredo, só tínhamos a ganhar.