sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Crónicas do Corvo Negro - Pergaminho da Ilha

Hoje temos festa, tragam a alegria e os sorrisos para este pergaminho festivo que a Guardiã me entregou ....

Crónicas do Corvo Negro - Pergaminho da Ilha

Celebrar a vida é abraçar o sopro que nos acolhe, que nos alimenta, é agradecer o que surgiu em nós, o que nos fez crescer e aprender. Celebrar a vida é receber a bênção para novos e admiráveis caminhos, que insondavelmente nos oferecem conhecimento e discernimento para encontrar a verdadeira felicidade. Celebrar a vida é dar graças ao ato que é viver. As nossas vivências são os mais puros e completos ensinamentos, nos quais, não viajamos sozinhos. Percorremos um caminho comum, caminhando de mãos dadas com aqueles que amamos. São eles que acarinham os nossos medos para que se libertem e se transformem em deliciosas surpresas maravilhas da vida. Destes momentos sobra a lembrança que é a chama que preenche a riqueza desta jornada que é viver.

Depois de ter encontrado uma mensagem do Corvo negro sobre a manhã com um pedido especial, o qual, me roubou um sorriso espontâneo, dirigi-me à grande biblioteca onde os pergaminhos estão guardados nas aclamadas etiquetas.

Coloquei uma chave especial feita de ferro forjado, adornado com a cabeça em forma de rosa gentil
e rodei três vezes. O movimento fez mover os ferrolhos da porta de formato floral, abrindo-a.

Um
ligeiro vento entrou antes de mim e retirou da prateleira altiva o pergaminho pedido. Aguardei junto à ombreira enquanto o vento o fez deslizar, depositando-o nas minhas mãos, que logo se agitou ansioso por contar a sua história. A leitura, deste pergaminho, faço-a no colorido jardim do castelo onde me sento, tranquilamente, num lindo banco de pedra envelhecida e fresca. O pergaminho voou ligeiramente até à minha frente e falou.

O corvo negro aproveitou o afectuoso sabor do vento que o levou rápido até uma fértil e verdejante ilha. O cheiro da maresia era aconchegante debaixo do sol que aquecia o mundo. A vista era admirável com o arvoredo a namorar a rocha negra, enquanto as flores silvestres decoravam a estação em vida.

Aquela ilha era conhecida por nela habitarem três espíritos mágicos da natureza, as belas e divertidas ninfas. É sabido que as ninfas são apaixonantes, melodiosas e aventureiras. Aquelas que o corvo negro corria a encontrar, eram ninfas especiais e bondosas. E este dia, é bem especial, pois no salão haverá festa. O anfitrião terá, por isso, de encontrar as três ninfas que governam a ilha com harmonia, equilíbrio e abundância.

A primeira ninfa vivia numa gruta rochosa debaixo de água onde uma fabulosa e gigantesca concha luminosa se afigura como sua casa. O corvo negro sobrevoou o pequeno pico da grande e profunda gruta, que sobressaia fora da água do mar selvagem, e aguardou que este abrandasse para mergulhar. O mar pareceu conceder-lhe a vontade e sossegou por momentos. É sabido que o corvo negro é um corvo mágico, e assim se mostrou mago. Sussurrou palavras encantadas e à sua volta criou-se uma bolha que permitiria estar debaixo de água durante longos momentos. Sentindo a rocha fresca por baixo de si, apressou-se a mergulhar até ao reino da ninfa do mar. Enquanto nadava até à concha que preenchia todo o seu horizonte debaixo de água, pode assistir à beleza que adornava aquele lugar fantástico, onde um colorido e vasto coral decorava todo o espaço com cor e magia.

Pousou num aglomerado de pedras com conchas coloridas e grasnou em chamamento. Passados momentos um rosto amigo e simpático apareceu à sua frente.

- Bem hajas caro amigo. Não te esperava tão cedo – respondeu a ninfa do mar contente pela visita inesperada. A sua voz ecoava pelo espaço como uma melodia doce e o corvo sentiu-se enfeitiçado.

- É certo, cara amiga. Mas um evento a celebrar exigiu a minha pressa, julgo que irás gostar o que reservo para uma amiga em comum – contou-lhe entre o olhar encantado e ansioso da ninfa do mar que acenou logo em concordância.

- Ela vai adorar, que excelente ideia. Terás de esperar só mais uns momentos para que eu beba uma infusão de algas e caminhe pelas minhas pernas. As escamas não me permitirão chegar ao teu salão.

O corvo negro acenou aguardando. A ninfa do mar, também conhecida como Sandra, arranjara os seus cabelos numa longa trança, presa por duas belíssimas estrelas do mar e finalizou a metamorfose. O anfitrião sorriu maravilhado pela mudança e agitou as suas asas. Com um sorriso, Sandra despediu-se do corvo negro e encontrou-se rapidamente no salão. Deu por si de frente a dois lobitos muito curiosos.

O corvo negro seguiu depois, caminho até à ilha onde pisou terra fresca e limpa. Lá sentiu a vida em rubro. Contemplou a magnificência de uma natureza respeitada e genuína. Agradeceu aquela viagem até tão lindas e compensadoras paragens e deu graças por existirem tais locais cheios de encantos.

O anfitrião ansiava agora por encontrar a ninfa do campo. Através dela, os pastos são férteis e a estação é generosa. A decoração dos campos era apetitosa e radiante. Corvo negro caminhou pelos campos demorados de papoilas e malmequeres inspirando a sensação de paz daquele lugar. Foi surpreendido pela ninfa do campo, que se confirmou tão bonita e alegre, com uma coroa de flores sobre o cabelo namorado pelo vento.

- Saudações amigo corvo. O que te traz tão cedo a estas paragens? – perguntou enquanto rodava numa dança com dúzias de borboletas seduzidas.

- Vamos fazer uma surpresa à ninfa da floresta. Vamos celebrar o seu aniversário e, se quiseres aceitar o meu convite para o reencontro no meu salão, faremos já a viagem. És muito bem-vinda e haverá muitas surpresas – tentou o corvo negro piscando o olho e sorrindo graciosamente.

- Ah! Então vamos a isso – respondeu sempre sorrindo como se apenas conseguisse falar cantando – eu sei onde ela está, vamos caminhando para lá?

Os dois amigos seguiram por caminhos limpos e acarinhados por imensas mãos e vozes que só um coração puro consegue sentir e ouvir. A natureza é um espirito vivo e com ele vive a nossa alma diariamente. Um namoro pegado, muito desejado, muito verdadeiro.

Lá estava a ninfa da floresta, num curto e largo vestido verde feito de heras e fetos, com uma coroa de flores do rebento da primavera. Descalça e feliz, consertava uns ramos descaídos de uma árvore antiga para que um ninho não fosse destruído pela queda de um abraço da natureza.

- Amiga ninfa dos campos, ou melhor, amiga Jojo, é melhor ires andando para o salão. A ninfa da floresta de nada pode desconfiar – o corvo negro viu no rosto de Jojo um largo e sincero sorriso que lhe alimentou a alma e com o agitar de asas, mais um membro chegou ao salão. Sentindo a sua chegada, foi docemente recebida pela raposa que a esperava junto com Sandra e dois lobitos irrequietos.

O corvo negro avançou num voo rápido e aterrou ao lado do ninho que com o seu bico ajustou os galhos para um cantinho resguardado do ramo.

- Amigo corvo negro! – acenou a ninfa da floresta contente pela visita – o que fazes aqui? – perguntou tímida unindo as mãos e balançando. Definitivamente, desconfiava que o corvo teria ido até à ilha felicitá-la pelo seu aniversário, mas teria de ser firme e aguentar a felicidade que mais tarde seria completa.

- Viva, amiga ninfa da floresta, este lugar é sempre muito harmonioso, tens feito um belíssimo trabalho – piscou-lhe o olho muito seguro do seu discurso pouco revelador – tive de abreviar a data para a tua viagem ao meu salão. Ainda tenho um longo caminho a percorrer para encontrar todos os membros do Fiacha. Aceitas vir comigo? – perguntou o corvo negro aterrando no seu ombro.

- Abreviar? – respondeu com um olhar sorridente e curioso – Vou sim, a estação está a terminar e logo começarão as chuvas. Será um repouso para que a mãe natureza abrace esta ilha até à sua gema. Mas antes de irmos, que tal um passeio pela minha floresta?

- Aceito com muito agrado – respondeu o anfitrião caminhando ao lado da ninfa da floresta.

Entretanto no salão do anfitrião, os membros chegados, apressavam os preparativos para o baile de aniversário. As chamas vivas dos candeeiros vestiram-se a preceito para a ocasião. O anão de barbas longas, lá estava todo direitinho com a sua barba amparada e arranjada em trança larga com um bordão da sua casa, como mandam as suas origens. Não largava o seu escudo tendo Ubik ali por perto, receava-o apesar do dragão negro ter-lhe já assegurado que não havia qualquer perigo. Mas o anão é um excelente guarda e muito desconfiado.

As ninfas, do mar e do campo, tinham terminado o bonito bolo de aniversário. Os cavalheiros Ubik e dragão negro logo se aprontaram a carregar o saboroso bolo até ao salão. Mas durante o percurso, o bolo explodiu e apenas sobraram pepitas de chocolate e chantily sobre eles próprios. Ubik olhou boquiaberto para o dragão negro.

- Um espirro de um dragão pode ter um efeito desastroso – respondeu o dragão negro mostrando umas faces rosadas.

Pasmados, olharam a raposa e as ninfas que sérias, desataram a rir juntamente com Maria_queenfire que entretanto chegara com os lobitos que se aproveitaram da situação.

Maria_queenfire colocou mãos à obra. Soprou ao vento generoso e nele desenhou uma belíssima tela onde apareceram os rostos mais especiais para a ninfa da floresta. Uma tela que foi sobreposta sobre o seu lugar à mesa. Assim que o pergaminho voasse para as mãos do valente anão, a tela viva seria mostrada com os sorrisos e gestos que cada amigo e familiar tinham para lhe entregar. A ninfa do campo, a Jojo, espalhou jarras de flores decorando o salão de cor e cheiros agradáveis.

Ubik contribui de forma especial, retirou cinco homens da sua capa e colocou-os a ler num aposento seguro de cada candeeiro, e das suas histórias, apareceram cenários fantásticos, personagens encantadas que surgiram sobre o tecto do salão. As chamas vivas regozijavam-se com o divertimento e encantamento ali criado.

Finalmente a ninfa da floresta, nascida Catarina e conhecida no Fiacha como páginasencadernadas, chegou ao salão junto com o corvo negro. Já estavam todos reunidos em frente a um novo bolo magnífico, cheio de cor e de vários andares que aguardava elegante com as velas acesas em celebração de mais um aniversário e logo uma melodia foi entoada por mil vozes.

A ninfa Cata estava deslumbrante com a surpresa preparada pelos seus amigos e quando a tela se revelou, esboçou um sorriso no rosto com um olhar onde brilhava uma lágrima. As velas foram sopradas com a bênção de um ano cheio de felicidade.

Quando a melodia do aniversário terminou apenas se ouviu o anão de barbas longas cantarolar:

Parabéns ao membro aniversariante,

que chegou ao salão,

corta uma fatia de bolo

e dá cá ao anão!



És tão bonita e generosa

com o brio de uma rosa

dá cá um beijinho

que eu sou muito bonitinho!


Todos sorriram alegres e comemorativos. O baile começou e se prolongou pelo presente dia.

Muitos parabéns Cata!


Guardiã do Tempo


69 comentários:

  1. Ora bem antes demais muito obrigado à amiga Guadiã que só ontem soube que a amiga Catarina fazia hoje anos n dia de ontem e neste espaço de tempo fez este texto que mais uma vez esta fantástico.

    E logo com duas persoangens que sei que sã especiais para ela a Sandra Sousa e a amiga Jojo (as madeirenses eheheh)

    Espero que tal como eu gostem deste pergaminho extra e para a amiga Cata muitos parabens e com AMIZADE ;)

    Bjs para ambas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Guardiã é uma supermulher!
      Sim, este pergaminho significa muito para mim, tal como a Sandra e a Jojo <3

      Eliminar
    2. Fico muito contente que tenhas gostado, e voltando a repetir-me (prometo que vou deixar de o dizer) mereces ;)

      Sem duvida dai ter aproveitado a vossa amizade para "orientar" a Guardiã ;)

      Bjs e mais uma ves PARABENS :D

      Eliminar
  2. Texto fantástico! A Cata deve estar babada x)
    Parabéns mais uma vez homónima :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina S e não a Cata ehehe bem vinda :)

      A nossa amiga Guardiã tem publicado vários pergaminhos fantásticos, a meu ver, e que vale a pena dares uma leitura, quem sabe não possas um dia ser tambem objeto de pergaminho ? Nunca se sabe....mas este foi especial até porque foi feito em pouco tempo, ainda assim penso que o texto ficou excelente, só espero que a Cata a Jojo e a Sandra gostem :D

      Bjs e aparece :D

      Eliminar
    2. A Cata chorou como uma bebé e só depois ficou babada... porque os dois ao mesmo tempo seria nojento xD

      Eliminar
  3. Oh meninas somos ninfas!<3
    Obrigada Guardiã e ao amigo Corvo por este texto lindo... LINDOOOO!!!
    Fiquei com a lágrima no canto do olho:) Ainda por cima partilho este momento com amigas fantásticas e com um coração fenomenal: a Sandra e Cata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ois Jojo,

      Sem duvida, créditos para a nossa amiga Guardiã que fez este texto, dá para perceber que lhe dei uma ou outra pista, mas não deixa de ser um pouco em homenagem à vossa amizade e claro serem ambas madeirenses ;)

      E a menina Cata merece ehehehe

      Bjs e fico muito contente que tenhas gostado, ainda vou reler melhor eheeh

      Eliminar
    2. Ninfas *-* Tu e a Sandra são muito! Adorei conhecer-vos e adoro ter-vos como amigas :*

      Sabes que também tens um coração do tamanho do mundo, não sabes?

      Eliminar
  4. Fantástico! Tenho a certeza que irão gostar, principalmente a Cata! Que excelente prenda de aniversário! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva José :)

      Foi com amizade e dá para ver que a Guardiã é nobre ;)

      Ainda bem que gostaste ;)

      Abraço

      Eliminar
    2. Gostei mesmo sim :'D Adoro presentes destes *-*

      Eliminar
  5. Olá!
    Muito Bem!
    Gostei muito!
    Parabéns Cata! :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Joana,

      Este pergaminho estava previsto e não estava, pois foi feito em cima da horam mas penso que saiu bem e já deu para perceber que a Cata gostou o mais importante para mim e para a Guardiã claro, que um dia ainda vai escrever sobre alguem que vive numa cidade lindissima que é São Pedro do Sul ;)

      Bjs

      Eliminar
  6. E eu a perguntar quem seria a próxima "vitima" e afinal foram três! Bem quatro se contarmos com o bolo que eu destruí com o meu espirro :D (não sabia que um dragão negro corava ;) )

    Vamos la ver que novas aventuras nos esperam.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lol Marco

      ias estragando a festa ahaha, eu sabia que podia haver surpresa, mas nada como ser surpresa lol, eu proprio ainda vou querer reler com mais atenção eheeh

      Estou contigo mas agora só para a semana :D

      Abraço

      Eliminar
    2. Tstststs... destruiste-me o bolo....e era um excelente bolo :(

      Estou a brincar. Gostei dessa parte. Deixou-me com um sorriso na cara

      Eliminar
  7. Olá
    Este este texto está muito bom! Adorei :) Parabéns à escritora!
    A Cata merece ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhh stop it you *-* Tenho tanta sorte em conhecer pessoas como tu *-* Só por isso já me sinto abençoada

      Eliminar
    2. Olá Silvana,

      Concordo contigo a Cata é muito fixe sem duvida e tens ai mais textos escritos pela Guardiã com personagens sendo seguidores do blog, quem sabe um dia tenhas o teu eheeh

      Bjs e ainda bem que gostaste :D

      Eliminar
    3. Fiacha, eu tenho acompanhado os textos da Guardiã e gosto bastante! Quem sabe um dia ;)
      Cata, também eu me sinto abençoada... Acredita que fazes parte do meu admirável mundo novo que a blogoesfera me trouxe. Um mundo novo que ajuda imenso a enfrentar as dificuldades de um outro mundo.

      Eliminar
    4. Fico contente por saber e mais contente fico por ver este tipo de amizade, sem duvida que a Catarina é especial :)

      Eliminar
    5. Sinto o mesmo Silvana :'D
      Olha o ego Fi... eu vou de um extremo ao outro em minutos xD

      Eliminar
  8. Ai mãezinha!
    Vocês sabem o que achei dos outros pergaminhos, mas este... este superou todas as expectativas. É tão perfeito <3 Vou imprimi-lo e guardá-lo no meu álbum.

    Muito obrigada Fi e Guardiã (é nestas alturas que gostaria de saber quem és para poder agradecer pessoalmente :p). Isto significa muito!

    (e voilá... vocês fazem um texto tão lindo e eu nem um comentário decente consigo fazer :x )

    PS: Não consigo comentar como paginasencadernadas hoje. Crasha -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ois miga,

      Sim tens sempre dado o teu apoio quer a mim quer a quem comigo aqui colabora por isso é evidente que mais cedo ou mais tarde serias uma das contempladas e calhou ser desta forma, com pouco tempo mas de coração digamos assim logo fico muito contente que tenhas gostado ;)

      PS; Tens autorização minha e da Guardiã para publicares o texto no teu blog caso queiras partilhar com os teus seguidores, digamos que é uma oferenda do povo antigo ;)

      Bjs e tudo de bom

      Eliminar
    2. Vou partilhar amanhã, devido aos problemas que já te falei :x Mas já partilhei o link no meu face :D

      Lindo, lindo, lindo!

      Eliminar
    3. Pronto isso agora é contigo ehehe e fico contente que o faças foi uma dadiva para a amiga Cata ;)

      Eliminar
  9. Muitos parabéns Cata :D
    Quero uma fatia de bolo ^_^
    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :D O bolo vai ser feito pela minha tia, por isso vai estar delicioso. Depois dás-me a morada que mando um pedaço... ou vens cá buscá-lo e ficas para a festa ^^

      Eliminar
    2. Não me importava nada de conhecer a tua ilha ^_^ ouvi dizer que é linda e verdejante :D e sou muito gulosa..eheh..obrigado ^_^

      Eliminar
    3. Olás :D

      Ainda bem que gostaste Carla e estou contigo ainda vamos os dois a voar até à Ilha misteriosa da Madeira comer uma fatia de bolo da Cata eheheh...e beber um pouco de Poncha :D

      Bjs

      Eliminar
    4. Venham, venham :D boa comida, boas paisagens e boa companhia. Nós mostramo-vos a ilha e a Jojo é capaz de fazer docinhos :p

      Eliminar
    5. PS: somos todos gulosos Carla ^_^

      Eliminar
    6. Bem isso é tentador eheeh, muito mesmo, ai paisagens verdejantes para o pisco e o corvo uma boa aventura sem duvida, que a Guardiã assista a isto quem sabe não dê um bom pergaminho, na companhia das ninfas eehehe

      Onde será o oraculo da Guadiã ? algures na Madeira ?

      Eliminar
    7. Se for de cá, tens que me dizer quem é :p

      Eliminar
  10. Antes de mais muitos parabéns à Cata :) que tenha muitos dias felizes e cheios de amizade.
    Quanto ao pergaminho, que posso dizer para além de dar os meus parabéns à guardiã?
    Está muito bom e o salão está a compor-se, mas muitos membros ainda faltam. Eu lá estarei presente para os receber mais o colega Dragão Negro :)
    Boas viagens Corvo Negro por esse maravilhoso continente.
    Quem sabe, quem encontrarás por esses campos fora :)
    bjs ao Corvo Negro e à Guardiã

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Caminhante (São não é? Aka Raposa).:D

      Concordo contigo sobre o talento da Guardiã. Ela é fenomenal :D

      Eliminar
    2. Ora viva amiga,

      É isto que gosto de ver no blog, amizade entre todos e sem duvida que a Cata é uma excelente "catalizadora" tal como a qualidade na nossa amiga Guardiã eheeh

      E sim ainda temos muito espaço no salão e muitos convidados a receber e temos Moli e Fitz para nos ajudar com os convidados eheheh e a Rainha das Abelhas e o mestre Ubik o berdinho :D, está a compor-se e agora com ninfas e tudo :D

      Bjs e serão entregues à Guadiã :)

      Eliminar
  11. Parabéns Cara...tb quero uma fatia de bolo hehe. Está fantástico como sempre. Adorei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Luísa :D Depois mando o bolo ^^

      Eliminar
    2. Pequeno Lince,

      Mais pareceias um brasileiro, parabens "cara" ehehe, é Cata, podia ser Gata que ficava bem na mesma ehehe, que deve ser diminuitivo de Catarina :D

      E ainda bem que gostaste, cuidado com a dieta :D

      Bjs

      Eliminar
    3. Ahahah enganei-me, isto de escrever no telemóvel é chato cara...ahahah

      Eliminar
    4. lol

      Tanto te queixas da escrita brasileira eheheh

      Comprendo :D

      Eliminar
  12. Oi Fiacha e Guardiã do tempo,

    Mais uma vez, a Guardião do tempo não decepciona com o seus textos belos e profundos, que faz com que viajemos em suas palavras, deliciando cada vírgula, nos fazendo sonhar e chegar as nuvens, sentindo o vento acariciar nossa face docemente. Gostaria MUITO que a guardião do tempo escrevesse algo para mim, ficaria muito honrada. :) E parabéns a aniversariante Catarina, tudo de bom hj e sempre!

    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amanda,

      Não tenho a menor duvida que a nossa amiga Guardiã terá algo pensado para os nossos amigos de terras de vera cruz, quem sabe descendentes do povo da neblina, que habitam a amazônia e que só se dão a conhecer caso queiram, mas vamos ver :D

      Fico contente que tenhas gostado e ainda terás a tua história ;)

      Bjs

      Eliminar
  13. Mesmo tendo sabido do aniversário em tão pouco tempo, fez um texto fabuloso.
    Estes textos deviam ser reunidos em livro para todos poderem apreciar esta fabulosa maravilha literária.
    Estes textos são tão lindos e melodiosos que parecem um verdadeiro conto de fadas que enternurece o coração e deixa a alma em paz.

    Beijocas e continuem com o bom trabalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ois Angelina,

      Boa ideia ehehe, o importante e que tenham gostado, mesmo num curto espaço de tempo penso que ficou excelente, vamos ver quem se segue :D

      Bjs

      Eliminar
  14. Oh, maravilhoso! :D o texto está tão bem escrito e tão bonito! ^^
    Uma prenda de aniversário excelente!!! :D ^^
    Beijinhos para os três (Fiacha, Cata e a autora do belo texto: a Guardiã)!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carolina,

      Concordo contigo e os créditos são para a Guardiã e para a Cata a aniversariante eheheeh

      Ainda bem que gostaste, quem sabe a Guardiã não reserve algo para um nome tão giro ehehehe

      Bjs

      Eliminar
    2. Obrigada Carolina :D Estou curiosa com o teu xD

      Eliminar
  15. Antes de mais, parabéns à Cata :)

    Que posso eu dizer... os textos da Guardiã são mágicos, e adorei o pormenor de serem ninfas! :)

    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva miga,

      Faço minhas as tuas palavras eheeh, e muito curioso por saber como será o teu pergaminho ehehe, vamos ver como corre :D

      Bjs e bom domingo repleto de boas leituras :)

      Eliminar
  16. O texto está tão querido. Gostei mesmo de o ler e, sem dúvida, que é justa a homenagem às meninas, especialmente à Cata, por ser o seu aniversário e por ser tão atenciosa. :)

    Parabéns mais uma vez Guardiã e continua a agraciar-nos com as tuas fantásticas histórias. :D Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Viva miga,

    Ainda bem que gostaste, não me posso queixar dos meus amigos sem duvida que me ajudam imenso a tornar este espaço ainda melhor

    bjs e garantidamene terá o teu ;)

    ResponderEliminar
  18. Gente, que inveja... Gostava de escrever assim! :)
    Parabéns! Vou continuara atenta!

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Clarinda,

      Já somos dois lol, bem deduzo que estás a gostar e isso é o mais importante para mim e claro para a Guardiã :)

      A ver o que te calha, quem sabe :D

      Bjs

      Eliminar
  19. Ohh que giro! :)

    Que prenda de aniversário tão original :) E muito especial! :)

    Parabéns (atrasados) para a Cata e parabéns à Guardiã por mais um texto que nos entra no coração! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva amiga golfinho :)

      Ainda bem que gostaste, um dia terás o teu pergaminho seguro ;)

      Bjs

      Eliminar
  20. Olá!

    Fantástico! Completamente brilhante =) (como sempre)

    Gostei muito de tudo. A minha presença está muito fixe, cheia de magia. Claro que todas as presenças estão maravilhosas, mas queria comentar a minha também e agradecer por estar cheia de magia.

    E claro, esta é uma prenda de aniversário muito original! Parabéns à aniversariante e à Guardiã do Tempo.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  21. Viva Rainha :D

    Ainda bem que gostaste e o salão sem a tua presença e dos pequenos lobinhos já não seria a mesma coisa eehehe

    Bjs

    ResponderEliminar